"SENHOR, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim. Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo. Espera, ó Israel, no SENHOR, desde agora e para sempre.(Sl 131)

Visitantes

Posts

sexta-feira, 26 de março de 2010

Encontro do Senhor com Malafaia, Hernandes, Renê e outros. Surpresa?

Há anos atrás, época de esportes, freqüentávamos o mesmo clube de um casal. Depois passamos a ter amizade. A esposa consumidora voraz de cigarro e coca-cola. Tinham uma filhinha muito graciosa, quieta, com olhos vivos e bochechas sempre rosadas.

A criança repentinamente passou a apresentar um quadro febril com perda de apetite e peso. Levada pelos pais ao médico, veio o diagnóstico: tuberculose. Depararam-se com uma situação grave e totalmente inesperada. Mas o médico tentou acalmá-los dizendo que não era incomum a condição em que a filha deles se encontrava. Prescritas a medicação, orientados, retornaram para casa. Sabiam da seriedade que a situação exigia.
Dias depois fomos visitá-los, os encontramos bem mais tranqüilos. A mãe da criança, católica, meio espírita, como muitos o são, confidenciou-nos sua promessa: Não tomarei coca-cola por 6 meses. Fiquei surpreso com a proposta de mãe e perguntei-lhe: por que não o cigarro? Respondeu que não conseguiria ficar sem fumar. Segundo a mãe, seria sacrifício demais. Não por falta de apreço à filha, mas por sua incapacidade ou comodidade de abrir mão do vício. Ela buscava o melhor para sua filha, porém queria fazê-lo com o menor sacrifício pessoal. Mesmo que a medida viesse a agravar o quadro da criança, seu bem-estar estava acima da realidade que envolvia a questão. Ela não considerava - ou não importava - a realidade dos fatos.
À época, eu e minha esposa éramos ímpios, não conhecíamos o Senhor.

A maximização de resultados, ou seja, com o menor esforço atingir os maiores resultados. Olhos nos resultados, vivendo da melhor forma possível, é a cristalização da distorção pragmática.

Transposta para esfera religiosa esta é textura da vida apóstata. O bem maior está em conquistar e manter o prazer sem sacrifícios, sem importar-se com a vontade expressa de Deus. É uma disposição mental – capacidade ou incapacidade? – desta turba. Isto os leva a quebrarem as barreiras do temor, da limitação pessoal, das regras. É algo meio católico, meio espírita. Já não lhes importa o escrutínio da verdade, já não lhes há temor ao Senhor, e mais, desrespeitando a realidade e sabendo que a situação deve se agravar,  enfrentam frontalmente o Senhor.
Contrário ao que vive e prega a apotasia, o Mestre avisa que para segui-Lo implica em negação pessoal, implica em oferecer sua própria vida por algo superior. Nossos olhos estão voltados para cada passo dado seguir à verdade. "... Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me... mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará." (Lc 9.23.24).

Se temos a convicção de peregrinos, pois em terra estranha estamos, este presente mundo a eles pertence, Valadão, Renê, Valnice, Hernandes, Malafaia, Caio, Soares, Santiago, Jabes, Rodovalho, homens da iniquidade e suas multidões.
E se este mundo lhes pertence...

"E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade." (Mateus 7:23)

Às vezes, a vagar, questiono-me:  serão eles surpreendidos ao ouvirem abertamente a sentença do Senhor?

Senhor, só tu és Deus, segundo teu beneplácito, usa de misericórdia para com eles, e concede entrepidez aos teus servos.

A Ele honra, louvor e glória de eternidade a eternidade.

3 comentários:

  1. Não faz mal ter conhecimento, quanto mais melhor.
    O problema, é expor o que sabe na hora inadequada ou/e com uma forma de falar irônicas e/ou pejorativas para com a pessoa que você está conversando...

    Antes de fazer isso ou ao menos sentir a vontade de fazer, lembre-se:

    Ninguém, NINGUÉM é superior a ninguém.

    Da mesma maneira que tratar os outros, amanhã podem lhe oferecer o mesmo tratamento...

    "Amai ao próximo como a ti mesmo."

    ResponderExcluir
  2. Dalisson,

    desculpe-me, mas não entendi seu comentário relacionando-o ao texto.

    Agradeço, pela visita.

    Paulo Brasil

    ResponderExcluir

1. Seus comentários e refutações são bem vindos.
2. Por favor, faça-os sempre com base nas Escrituras, caso contrário, são opiniões pessoais, com pouco valor
3. Não modero cometários, seu temor ao Senhor deve sê-lo
As ofensas pessoais podem ser substituídas por refutações, ajudariam a todos que passam por aqui.

Em Cristo.