"SENHOR, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim. Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo. Espera, ó Israel, no SENHOR, desde agora e para sempre.(Sl 131)

Visitantes

Posts

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Apostasia de F até P

Este glossário - que sempre estará incompleto - teve início após algumas postagens sobre a Apostasia. Verifiquei que sorrateiramente eles adotaram - apropriaram-se indevidamente - conceitos cristãos com sentido completamente estranhos às Escrituras.
São não-cristãos energizados por satanás. Desdenham da santidade, tem outro conceito de salvação, negam as Escrituras e o poder do Senhor das Escrituras.
Está dividido - em ordem alfabética - para torná-lo mais adequado ao interesse do leitor. Apesar de incompleto, permite-nos Perceber como pensa, trama e vive a Apostasia. (Não nos enganemos, são multidões, pois largo é o caminho, e muitos).
Os conceitos apresentados foram formados a partir de declarações, testemunho de apóstatas famosos e não famosos e possíveis respostas a questionamentos sobre "suas práticas de fé".
Adicionei comentários e opiniões minhas. Apesar de alguns conceitos serem risíveis, minha intenção é alertar ao verdadeiro povo de Deus sobre os riscos que há nas concessões.

"... Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa?" (I Coríntios 5 : 6)
Fé. Força sem a qual é impossível agradar a si mesmo. Conquista-se tudo. Poder aprendido na igreja - e somente nela. É complementar à Determinação. Por meio de ambas se chega à prosperidade, à cura ao mover no sobre natural desejado – isto é, determinado. É o que antes se chamava de ambição.


Fogueira Santa de Israel. Engenhosa forma de obter lucro: tocando fogo em papel alheio. É um fenômeno físico-geográfico, pois a fogueira é em Israel, mas o fogo é ateado aqui mesmo. Segundo eles, não deixa de ser um milagre, como também, não deixa de ser um embuste para obter mais renda.

Formação Acadêmica. Não há necessidade de livros. É basicamente instrucional. Quase nada de leitura. É necessário que o "obreiro-irmão" tenha conhecimento e prática de caminhos que levam do engano que levam ao aumento do faturamento da igreja. Logo, é levantado (?) pastor. Antes deveria estar sentado, abaixado, deitado? Não dá para saber.


Fornicação. Várias caricaturas doutrinárias vêm à tona, e a Escritura é destroçada mais uma vez: "A carne é fraca"; ou "quem não pecou atire a primeira pedra". A força doutrinária do sempre presente, "o diabo é sujo"; ou, "já me acertei (?) com Deus. A liderança deixa fluir, o reino não pode parar.

Igreja com propósito. Garantem: Sem "visão" de crescimento, sem determinar os números, não é igreja. Que jeito há para crescer? O propósito sempre envolve quantidades e finanças. Desafiam as Escrituras que afirmam que Deus é quem dá o crescimento.



Igreja em células. A departamentalização e disseminação do erro e do pecado com os olhos voltados para o aumento do faturamento. A planilha define e não a Escritura o caminho a ser trilhado.



Inspiração. Poder intríseco dos mercadores apóstatas. Não sabem o que é, mas está nos apóstolos, reverendos, bispos (as) etc. Só os ungidos possuem. E trazem revelações que sempre são para benefício do inspirado, lógico sem referência às Escrituras. Por ex. compositores gospel, apóstatas enlouquecidos por dinheiro. Vj. tb. Revelação.




Julgar o irmão. A porta de entrada do pecado. Dizem: A Bíblia condena, até citam versos - que ensinam o contrário.



Linguagem sadia. Coisa de fariseu. Tem que falar a linguagem do povo; pode até obscenidade, piadas de duplo sentido. O importante é se comunicar com o mundo.



Maldição hereditária. Heresia de costas muito larga que garante a ignorância pastoral da apostasia. Responsável da unha encravada até cheque sem fundo. Lança as pessoas a uma dependência exclusiva do pastor. Sem a qual a apostasia seria obrigada a estudar as Escrituras. Mesmo que a Bíblia negue tal absurdo, a apostasia tem especialistas para interromper essa sanha satânica. Outra vez digo, o diabo é sujo.



Mandamento bíblico. Era apenas para aquele tempo. Hoje o homem é muito mais inteligente, contextualizado (?).









Marcha para Jesus. Versão carnavalesca das procissões católicas, com crescente mundanismo, cujo propósito é mostrar o que NÃO é Cristianismo. É uma ilustração da largura do caminho que leva à perdição.





Milagres. Com data e hora marcada, é prerrogativa exclusiva de determinados pastores. O mesmo princípio da transubstanciação católica pousou na apostasia. Se não acontecer é por falta de fé ou mistérios dela.



Missões. Levar a base de negócios para além-fronteiras. Vão acompanhadas das heresias - maldição hereditária, prosperidade, saúde, dente de ouro, risadas, fogueira santa, óleo santo etc.



Novo Testamento. Segundo a apostasia, todo cuidado é pouco com ele. Os escritores não entenderam a vontade de Deus. Esqueceram de citar prosperidade, quebra de maldição, possessão de crentes, regras para dançar na igreja, palmas para Jesus, miados, grunhidos etc. e etc. E, além disto, ensina para humilhar-se, que apegar a dinheiro produz males, que a prosperidade material deve estar ajustada ao crescimento espiritual. O apóstata que se preza tem medo dele.



Ofertas. Marca de maturidade, exercício de fé. Quanto maior o desafio a Deus, maior será a bênção. O apóstata verá o "mover da mão de Deus". E ai dele, se não devolver em dobro.



Oração. Poder para abalar os céus. Aos gritos, choros para toda sorte de pedido e gratidão: propina recebida, negócios fraudados. Para melhores resultados, devem ser utilizados em conjunto com os recursos da Determinação e do Poder da Palavra.



Palmas para Jesus. Mesmo que sua origem seja bastante conhecida - programas de auditório, seu propósito ainda é incerto. Mas, muito útil para transição entre um exorcismo e outro, entre uma venda e outra. Serve ainda, para avisar aos presentes que terminou alguma coisa.



Pastoras, Bispas. Proibido pelas Escrituras, na apostasia transformaram-se em bênçãos de Deus. E possibilidade de enganar – e ganhar - aos evangélicos.



Pecado. Nesta área é muito difícil responder, diz o apóstata. E arrisca: Ser pobre? Adoecer? Certeza de salvação? O que é então?



Pobreza. Uma das evidências do pecado. Estar possuído pelo demônio - ou mesmo do gafanhoto - da miséria. De onde tiraram isto (?)



Poder da palavra. Heresia, de domínio público, todo mundo evangélico é capaz de exercer. Inicia com orgulhosa citação bíblica: como foi que Deus criou todas as coisas? Que poder ele utilizou? aha!. E mais, o homem foi criado à semelhança de quem? Pronto. Assim, está concluída a heresia. Da forma que Deus agiu na criação, o homem - segundo os apóstatas - com a palavra pode construir ou destruir qualquer coisa - pessoas, metas etc. Tem múltipla aplicação, é complementar à Determinação; é imperiosa na quebra de maldição; que está presente na construção da maldição.... não há limite para este novo poder descoberto pela apostasia. Recomendam-nos: "cuidado com as palavras negativas, podem virar contra ti".



Política. Mais um vez citam base bíblica - modelo, exemplos - para justificar seu mundanismo: Daniel era político e José idem (sem comentários). E prosseguem, sem a união com os políticos, como poderá crescer o reino de Deus? Surpreendo-me como não pensaram nisto Jesus, Paulo, Pedro.



Possessão demoníaca. Riscos que corre o evangélico - leia, apóstata - no contato com divindades das trevas. Pergunta-se: Como pode ser habitação do Espírito e de satanás ao mesmo tempo? Quem arreda para acomodar o outro? Mistérios da fé (responde o Sr. Macedo).



Pregação. Qualquer coisa, ou coisa nenhuma, contudo que fuja do Novo Testamento e passe pela trilha vazia da prosperidade, dono da prata e do ouro, sai em nome de Jesus, arreda satanás, cabeça e não cauda, você é vencedor, "tá amarrado". E o diga para quem está do seu lado "eu te amo", diga de novo etc. etc.

Propinas e corrupção. Só aceitar em nome de Jesus. Deve ser seguida de uma poderosa oração de agradecimento pelo ilícito... em o nome do senhor Jesus.

Esse povo com seus falsos doutores (padres, pastores, pastoras, apóstolos, bispos e demais titulações) com suas dissoluções se apresenta como Cristãos. O que ensinam, o que fazem não é Cristianismo.

Estender-lhes à destra da comunhão é pecado. A Apostasia, neste caso, seria passiva. Foge também destes.



Que Deus seja louvado.
O homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado. Saúdam-te todos os que estão comigo. Saúda tu os que nos amam na fé. A graça seja com vós todos. Amém. (Tito 3.10-11,15)




A Ele, somente a Ele, glória, louvor, gratidão, honra para todo o sempre.


7 comentários:

  1. DÁ PENA LER JULGAMENTOS DE PESSOAS QUE SE INTITULAM IRMÃOS, E ACIMA DE TUDO SENDO USADOS PARA FORTALECER AS TREVAS, POIS O ESPÍRITO QUE TRABALHA NA DIVISÃO, DISSENSÃO NÃO É O DE DEUS...ORE CUMPRA COM SEU PAPEL, FAÇA A DIFERENÇA!...ELIZABETHY

    ResponderExcluir
  2. Elizabeth,

    acho que seus sentimentos podem lhe enganar. Acredito que deves estar identificada com a apostasia, por isso a incompreensão.
    Mas fique a vontade para refutar os textos.

    Que o Senhor abra seus olhos e lhe dê entendimento.

    em Cristo.

    ResponderExcluir
  3. É, sem querer dá nome a ninguém,devo concordar que o cristianismo simples, puro e claro, nuca esteve tão complexo, impuro e turvo como hoje se vê. O que nos consola é saber que cada um vai dar conta de si mesmo à Deus, e que quanto mais lemos as santas escrituras, mas vemos que tudo isso está predito. Olhemos para Jesus, autor e consumador da fé, pois se olharmos para o homem, a queda é certa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amado Irmão,

      obrigado pela visita.

      Olhemos para Cristo e para aqueles que dizendo-se irmãos andam desordenadamente, desses afastemo-nos.

      Paulo

      Excluir
  4. Irmão,é muito triste saber que a porta é estreita e poucos são os que a encontra, portanto dixe pra você Isaias 58:1
    Obrigado! que meu Pai te abençoe em nome de meu Senhor e Salvador Jesus Cristo

    ResponderExcluir
  5. (Is 58:1) Clama em alta voz, não te detenhas, levanta a tua voz como a trombeta e anuncia ao meu povo a sua transgressão, e à casa de Jacó os seus pecados.

    Obrigado pela visita e pelo comentário.

    Que o Senhor nos guarde.

    Paulo

    ResponderExcluir
  6. .... NÃO SABE DO QUE ESTA FALANDO. LEIGO QUE NÃO CONHECE O QUE DIZ ....

    ResponderExcluir

1. Seus comentários e refutações são bem vindos.
2. Por favor, faça-os sempre com base nas Escrituras, caso contrário, são opiniões pessoais, com pouco valor
3. Não modero cometários, seu temor ao Senhor deve sê-lo
As ofensas pessoais podem ser substituídas por refutações, ajudariam a todos que passam por aqui.

Em Cristo.