"SENHOR, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim. Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo. Espera, ó Israel, no SENHOR, desde agora e para sempre.(Sl 131)

Visitantes

Posts

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Apostasia de Q até Z

Este glossário - que sempre estará incompleto - teve início após algumas postagens sobre a Apostasia. Verifiquei que sorrateiramente eles adotaram - apropriaram-se indevidamente - conceitos cristãos com sentido completamente estranhos às Escrituras.
São não-cristãos energizados por satanás. Desdenham da santidade, tem outro conceito de salvação, negam as Escrituras e o poder do Senhor das Escrituras.
Está dividido - em ordem alfabética - para torná-lo mais adequado ao interesse do leitor. Apesar de incompleto, permite-nos Perceber como pensa, trama e vive a Apostasia. (Não nos enganemos, são multidões, pois largo é o caminho, e muitos).
Os conceitos apresentados foram formados a partir de declarações, testemunho de apóstatas famosos e não famosos e possíveis respostas a questionamentos sobre "suas práticas de fé".
Adicionei comentários e opiniões minhas. Apesar de alguns conceitos serem risíveis, minha intenção é alertar ao verdadeiro povo de Deus sobre os riscos que há nas concessões.

"... Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa?" (I Coríntios 5 : 6)



Revelação. Sensibilidade espiritual (?) para poucos. Por meio dela o apóstata pode receber, ouvir, captar a voz do espírito (?). É a voz de satanás que fala em particular sem precisar das Escrituras. Soa dos púlpitos e engana ao povo como a serpente enganou Eva.

Riqueza. Evidência de comunhão com Deus, de falta de pecado. Propósito da vida cristã. É o cumprimento da palavra - do pastor -, que diz: Deus quer te abençoar, faça por merecer e pare de sofrer; a pobreza é do diabo. Donde se conclui que sem ouro, nem prata, Pedro e João deveriam estar possessos na cura do coxo.

Salvação. Ser membro de uma igreja, ou mesmo freqüentar, ou apenas contribuir... e esperar a benção. Sem nenhuma relação com santidade, obediência à Palavra.

Sopro do espírito, Bênção de Toronto. Poder do espírito para derrubar parte ou toda a congregação. Ou mesmo fazer o povo gargalhar. De duvidosa utilidade para edificação da igreja. Transforma a igreja em aparência de abrigo de vítimas de terromoto, mas garantem que vem de deus (?).

Tradicionais. Frios e heréticos, não têm o espírito. Só querem ser sabidos. Comparem os milagres que acontecem aqui, e veja lá. Falam da Bíblia, mas não sabem usar o poder dela.

Unção. Imersão energética, cósmica (?) capaz de trazer todo tipo de vantagens - mesmo ilícitas. Se for produzida com azeite de Israel é mais poderosa. Os azeites nacionais ainda não obtiveram a ISO adequada.  Em casos, não raros, serve para dançar na igreja, limpar carburador de carro, desentupir cano de pia, reduzir barulho de condicionador de ar. E também para levantar pastor (?)

Velho Testamento. Fonte de toda pregação, sem ele, como citar o ouro e prata? A dança de Davi? O deserto a ser atravessado? Provar do melhor da terra? Derrubar as muralhas de Jericó? Lamentavelmente, - para a apostasia - os escritores do Novo Testamento não entenderam, deram-lhe outro sentido, trataram como história reais do povo hebreu.



Verdade. Garantem que está dentro de cada um. Completam afinal, todos foram criados à imagem e semelhança de Deus. A Escritura depende do que você pensa dela. O que é verdade para mim, pode não ser para ti. Assim, a mentira de ontem passou a ser a verdade apóstata. A cada situação a "verdade" pode mudar, pode e deve ser adaptada a este novo tempo.

Pode-se entender de outra forma? Não se sintam ofendidos em sua poderosa unção, mas na apostasia, verdade passou a ser apenas conveniência.


Esse povo com seus falsos doutores (padres, pastores, pastoras, apóstolos, bispos e demais titulações) com suas dissoluções se apresenta como Cristãos. O que ensinam, o que fazem não é Cristianismo.


Estender-lhes à destra da comunhão é pecado. A Apostasia, neste caso, seria passiva. Foge também destes.



O homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado. Saúdam-te todos os que estão comigo. Saúda tu os que nos amam na fé. A graça seja com vós todos. Amém. (Tito 3.10-11,15)

Que Deus seja louvado.

A Ele, somente a Ele, glória, louvor, gratidão, honra para todo o sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seus comentários e refutações são bem vindos.
2. Por favor, faça-os sempre com base nas Escrituras, caso contrário, são opiniões pessoais, com pouco valor
3. Não modero cometários, seu temor ao Senhor deve sê-lo
As ofensas pessoais podem ser substituídas por refutações, ajudariam a todos que passam por aqui.

Em Cristo.