"SENHOR, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim. Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo. Espera, ó Israel, no SENHOR, desde agora e para sempre.(Sl 131)

Visitantes

Posts

sábado, 31 de março de 2012

A religião nossa de cada dia




Mogi das Cruzes

Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. (Jo 15:5)
  
Vivemos em um cenário que cada vez mais caracterizado pela influência do mundo virtual. Na verdade é o meio por onde se dá – mesmo que enganosamente - a consolidação do ideal humano: ser senhor.

A realidade virtual foi adotada sem restrições passando a aparelhar as  soluções e questões cotidianas das pessoas.

Com ela passou-se a viver um sonho de indestrutibilidade, de recuperação infinita da vida. A morte e a vida estão a cada toque ou aperto de botão.  

O convívio com a vida e a morte no mundo virtual tem formado um processo mental em que as pessoas passaram a se sentir senhores da vida e da morte.

Não tardou para que essa nova filosofia exigisse a necessidade de reconceituar os valores religiosos. Assim surgiu uma nova proposta religiosa, essa enlaçada pelo anseio de autonomia e apelo virtual, onde o homem é em si mesmo seu próprio Deus.

A religiosidade da autonomia humana alinhada à mente virtual consolidou-se, e é o que vemos e ouvimos oferecida a pleno pulmões. O homem é centro da fé religiosa, tendo um Deus utilitário de plantão.   

É de se ressaltar que tal ambiente religioso contou com o suporte histórico e teológico deixado por Jacob Arminius, que forneceu um modelo preparado que atende e é complementar aos anseios  naturais do homem moderno.

Vive-se um padrão religioso com a autonomia humana crescente e um deus caricato – a religião virtual.

A vida real cobrará seu preço.

Um comentário:

  1. Passei e vi seu blog e gostei, quero deixar um convite: Isto é, se o desejar, gostava que fizesse parte dos meus amigos virtuais no meu blog Peregrino e Servo. É um blog evangélico, falamos de várias coisas, e é a intenção ajudar a cada pessoa a ser mais feliz, este blog foi feito a pensar na sua felicidade, pretende também aproximar mais a criatura do seu Criador. Obrigado.

    ResponderExcluir

1. Seus comentários e refutações são bem vindos.
2. Por favor, faça-os sempre com base nas Escrituras, caso contrário, são opiniões pessoais, com pouco valor
3. Não modero cometários, seu temor ao Senhor deve sê-lo
As ofensas pessoais podem ser substituídas por refutações, ajudariam a todos que passam por aqui.

Em Cristo.