"SENHOR, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim. Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo. Espera, ó Israel, no SENHOR, desde agora e para sempre.(Sl 131)

Visitantes

Posts

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Liberdade... o que é isto?



Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos;   e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. (Jo 8:31-32)

Muito se fala sobre liberdade, será que as pessoas de uma forma geral sabem sobre o que falam?

Garanto-lhes que liberdade é uma experiência totalmente desconhecida pelo mundo. Atentando para os relatos e conceitos  sobre liberdade, convenço-me que nenhum deles reflete o real significado do termo liberdade.

Há aqueles que com bebidas ou drogas sentem-se livres, sentem-se saciados por aquela sensação de poder; outros, porém, falam em lançar-se em queda livre de um penhasco com uma mochila ás costas e “experimentar a liberdade por 1:03:006”, e há tantos outros oferecem-se com suas estranhas experiências para dar mais dignidade à  liberdade.

Entendo que os anseios de liberdade, legítimos em nós seres humanos, os levam a cogitar, dentro de suas possibilidades finitas e mortais, a busca de experiências que venham a atender tais anseios, que confusamente alcunham por liberdade.

Deve-se ter em mente que o caos e a liberdade são inimigos; riscos e liberdade são forças excludentes, a liberdade deve ser garantida e permanente, e deve estar acompanhada pela paz, pela serenidade. Não se pode conceber liberdade e aflição de mãos dadas ou a liberdade e riscos valseando tropegamente.

Todos os relatos humanos sobre liberdade estão distantes e são inconsistentes com a liberdade que Deus dá, com os conceitos e experiências tratados nas Escrituras.  
E é sobre isso que o Senhor trata em seus discursos.

Jesus dirige-se aos religiosos judeus que, segundo o texto, haviam crido nEle. E a exposição  lógica do argumento chama nossa atenção.

A fé em Cristo, propicia o aportamento em um ambiente de conhecimentos e experiências que decididamente conduzem à liberdade.  

A experiência cristã, não confundir com um arranjo eclesiástico, como um conjunto de ordenanças e rituais desenvolvidos por um grupo com data e hora marcadas, é o único meio para a liberdade e ao mesmo tempo é a própria liberdade. 

(2Co 3:17)
Ora, o Senhor é o Espírito; e onde está o Espírito do Senhor aí há liberdade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seus comentários e refutações são bem vindos.
2. Por favor, faça-os sempre com base nas Escrituras, caso contrário, são opiniões pessoais, com pouco valor
3. Não modero cometários, seu temor ao Senhor deve sê-lo
As ofensas pessoais podem ser substituídas por refutações, ajudariam a todos que passam por aqui.

Em Cristo.